"Eu vivi a experiência da senda "

Neste Livro, encontram-se relatadas histórias por alguns participantes ou por pessoas que perceberam que as fontes de informações para um crescimento espiritual, sem vícios, estão ao nosso lado e que devem ser motivo de reflexão na divisão do joio do trigo.


Segue pequeno trecho de uma das histórias de "Eu Vivi a Experiência da Senda": Numa Pedra da Montanha:

... Aquele lugar tão calmo, arejado, belíssimo, tem tudo para proporcionar atendimento aos meus desejos.

Vêm aos meus ouvidos sons diversos, como uma sinfonia, onde os instrumentos eram tocados pela brisa, que às vezes se tornava vento forte, aumentando o ritmo e o volume da música.

Observo, a poucos metros, uma criança brincando solitária, aparentando estar feliz.

 
 
 
    Untitled Document
 
Untitled Document

Chego ao seu lado, paro olho seus movimentos e fico curioso. Ela pega punhados de areia com as mãos, levanta até a altura dos olhos e deixa que escorra entre os dedos, repetindo por várias vezes.

De repente ela para de brincar, olha-me atentamente: tenho a impressão que seu olhar vasculhou o fundo do meu ser.

Pega um novo punhado de areia e de maneira lenta, deixa ir caindo entre os dedos.

Com um gesto me orienta a fazer a mesma coisa.

Quando estou com a mão cheia de areia, ela diz: "As pessoas são como esses grãos de areia, possuem a capacidade de escolha e nunca serão prisioneiras, pois, quando pressionadas, rolam em suas vontades, buscam inteligentemente a liberdade e voam em suas razões, não permitindo serem comandadas".

Ouvi aquele comentário tão sábio e perguntei o que aquilo representava para ela que era tão jovem. E, com a mesma facilidade, respondeu: "A juventude é um estado de espírito, onde moro... e o tempo é uma eterna criança que brinca assim como eu, com as pequenas pedrinhas chamadas de gente".

Como assim? Retruquei. E ela respondeu: ...

 

Voltar